Total de visualizações de página

terça-feira, 9 de agosto de 2011

UMA NOITE CIGANA

Hoje eu quis colocar um pouco de misticismo em minha noite,
não foi nada voltado a religiosidade foi mesmo para curtir uma noite especial com os amigos..

Queria  me sentir fazendo parte deste cosmico, acho que a Lõba estava  querendo respirar.
Preparei em volta da piscina  uma tenda com predominancia nas cores azuis e verde, que para os ciganos representam o teto e o chão.
Lenços , echarpes, leques, potes de areia branca,
cantaros com agua do mar, tochas de fogo, caixa de joias, almofadas, tapetes,
musicas e comida , tudo no estilo cigano -  mandei preparar :-
SARMÁ (mistura de arroz, lentilha, carne de porco e tempero cigano).
SARMALI (troixinha de folha de repolho com recheio de carne bovina e tempero cigano).

Agua e vinho não podiam faltar.

A arrumação levou o dia todo e já era final da tarde quando parei para ir final me arrumar.
Alguns seletos amigos viriam participar desta celebração comigo.

Estavamos saudando a lua cheia...que para uma Lôba é tudo!
Fui para meu quarto, tomei um belo banho, passei meus cremes e fui para a frente do meu espelho.
Varias borrifadas de perfume no ar e meu corpo ainda nu o recebe .
Uma saia longa de seda estampada com flores coloridas, bem rodada , uma blusa bufante vermelha.
Colares de ouro no pescoço, uma argola bem grande nas orelhas, muitas pulseiras e anéis a reluzir.
A maquiagem forte com batom vermelho carmim. Cabelos soltos preso uma lateral com tres rosas coloridas. E os pés descalços... contato com a natureza.

Meu  espelho me achou linda e eu também...

Logo meus convidados começaram a chegar e o clima se formou...uma noite linda de lua cheia, onde
a lôba pode captar as energias positivas com muita música, dança, comida e alegria.
Até a chegada do rei sol ser anunciada.


 

Oração de um cigano

Oh! Poderoso Grande Rei Cigano.
Que nessa hora venho saudar.
Saúdo as forças das estrelas. Saúdo as ondas
do mar. Saúdo toda as tribos ciganas
que nessa hora estou à invocar.

Pedindo licença ao teu povo para trabalhar.
Saúdo as montanhas, os vales, as gotas de orvalho,as areias.
Teu povo dança feliz invocando a vida e a beleza.
Em suas músicas há a graça do bailar livre em liberdade a sonhar.
Teus tesouros são infinitos por que nem um preço
pode pagar o valor da liberdade dos pés descalços a caminhar.

Tuas jóias tem o brilho mais caro.
Teus homens ciganos põem a mão ao peito para seu talismã esquentar.
Tuas mulheres abanam seus leques para os maus espíritos afugentar.
Tuas fogueiras possuem as salamandras mais altas
que nos olhos de teu povo sabe brilhar.
Aquece-nos agora oh! Grande Rei
para que essa oração não possa acabar.
Enquanto um cigano olhando ao céu orar.

Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário