Total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

ENTRE O AMOR E O ÓDIO



Raios e trovoadas cortam o ar do seu aposento, Korina percebe nos olhos dos seus cães
a emboscada que esta a sua frente, seu coração esta lhe pregando uma peça.
A senhora de Hades  joga com  fúria a flor ao chão e rasga o bilhete.
 Irada retorna ao seu quarto e de frente ao espelho  enxerga a imagem de sua mãe.
Revoltada consigo mesma ela brada: Estou aqui para vingar e não para amar,
minha missão não pode ser destruída com um  comportamento idiota  de ser mortal.
Mister Gordam é o caçador que matou a presa errada e agora esta sendo caçado por mim.
Não vou  cair em sua conquista barata ,ele pagara por tudo que fez, eu prometo!
É pra isto que estou aqui!

Korina, abre seu armário e troca de roupa... escolhe a cor do seu espirito.

De posse de uma saia godê de couro preto até  a altura dos joelhos ,uma blusa de seda pura cor de uva com mangas longas. Nos pés um "peep toes" de couro preto , uma carteira de mão de camurça verde musgo. Um par de brincos  de ouro amarelo em  filigrana com pedrarias. No  cabelo  pequenas tranças  na lateral esquerda. Braceletes e  grandes anéis em ouro compunham seu visual.
 Uma bela e  sedutora mulher  se constrói ...

De repente uma sensação estranha tomou Korina de surpresa, no pensamento uma voz suave e conhecida sussurrou : -Não esqueça o perfume! A Senhora de Hades  nunca havia usado perfume. E então o pensamento se completa:
-Perfume de Jasmim! 

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

PROVANDO VENENO



Korina acorda preguiçosa, sua cama com lençóis de seda convidam seu belo corpo a permanecer mais um pouco sobre ela.
Korina divaga em seus pensamentos, ora sorri , ora enrubesce.
Senta-se na cama e dobra suas longas pernas torneadas, e cheirando puro feromônio se acaricia suavemente. Seus cabelos se espalham sobre suas costas nuas. E o quadro que se pinta é o de uma bela mulher in natura desabrochando como uma flor, pronta para ser colhida.
Ela escorrega seu corpo até a beira da cama , planta seus pés descalços no chão e se levanta.
Com a ponta dos dedos ela penetra por baixo da alça da camisola e a  faz cair , deslizando por seu esguio corpo moreno.
Pronto, sua nudez selvagem desfila pelo quarto até chegar ao banheiro que a espera para banha-la em águas fria. Quanto tempo ela leva ali não sei precisar, e nem Korina  computou pois seus pensamentos viajam por estradas nunca dante percorrida. A porta do seu aposento se abre e Korina se apresenta maravilhosamente feminina num vestido longo  de saia rodada  com uma loga fenda no lado direito que ia até a altura da coxa, na cor purpura de puro algodão.
Seus cães veem a Senhora de Hades como nunca haviam visto.
Um deles se aproxima com um vaso de Orquídea Dourada de Kinabalu e um bilhete na mão.

Korina se perde num sorriso de mulher apaixonada.
Segura a flor extinta e se joga no chaise  long vermelho da sala de estar.

No bilhete:

"Para uma encantadora lobinha, uma flor tão rara quanto ela.
E também assim estarei mais perto de você.
Bjs com carinho.
MISTER GORDAM "


Os olhos da Senhora de Hades brilham como um relâmpago cortando o céu em tempestade, deixando seus cães irrequietos.