Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

DONA DO MEU NARIZ


 



Uma reflexão sobre minha vida.
Quem fui, quem sou, quem serei...
Uma mulher recalcada.
Uma mulher realizada.
Uma mulher com o mundo em suas mãos...
Sai do papel de coadjuvante
Quebrei um casulo.
Transformei-me em uma lôba.
E hoje, hoje eu sou uma outra pessoa.
Sou mulher que ama, sou amada , sou desejada.
Sou linda ...pois meu espelho me diz isto todos os dias.
A felicidade, ah... a felicidade é conquistada no dia a dia,
caçada, aguarrada, amarrada e abatida por mim.
Bebo do seu sangue  para saciar minha sede
.
Saí de um casamento frio e sem vida para  buscar ser alguém que me faça e satisfaça.
Hoje,
Quero rosas, rosas vermelhas.
Quero camisolas de seda.
Quero  sorver de um vinho.
Quero sentir o calor...verdadeiro.
Quero sentir o gosto do seu sal natural.
Quero a brisa morna do mar batendo em meu rosto, enquanto uma mão quente  toca minha pele.
O balanço do barco fazendo  minha cabeça girar e de deliciosos beijos poder saborear.

Mas se pensas que só busco o amor...estás enganado.
quero da vida muito mais.
Quero  mais, quero ser feliz e  ser dona do meu nariz.
Quero viajar, trabalhar,  passear , namorar, conhecer pessoas...
quero me sentir atraente, desejada , cortejada, sem correntes, sem amarras, sem algemas.
Pois hoje sou livre.
Sou minha dona.
sou lôba
sou eu.
Eu.
Eu conquistei.










Patrocinador



                                                             http://www.rutasturquia.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário