Total de visualizações de página

domingo, 23 de outubro de 2011

Diogo Nogueira - Fé em Deus.wmv

UM DIA SEM CAVIAR

Querido diario.

Alma lavada....é como estou hoje.
Um dia lindo se abriu em minha frente esta manhã.
Meu acordar foi cheio de alegria, joguei meus lençois para o lado, deitei minha camisola no chão...me vi nua em frente ao meu espelho.
Me beijei e acariciei...hoje um dia muito especial.
Meu banho delicioso, meus cremes me lamberam e minha roupa hoje.
Um vestido longo branco de algodão, um colar de pedras grandes de ametista, sandalia rasteira,cabelo solto, uma maquiagem suave, meu perfume de jasmim, e meus oculos escuro.
Aniversário da minha empregada e adivinhe...pela primeira vez pude  ir a casa dela.
Uma familia enorme de gente simples e feliz.
Fui recebida como uma rainha, mas na realidade me sentia como uma criança.
Um samba de raiz animava as pessoas que comiam , bebiam e dançavam com tamanha energia.

Não tinha caviar, não tinha Chateau Roubine, os copos não eram de cristal, a agua não era importada.

Mas tinha rostos suados e sorrisos largos, a felicidade esstampada.
Tinha samba no pé e prato cheio.
Tinha uma coisa que nunca tinha visto de perto...o verdadeiro calor humano.
O samba de Diogo Nogueira ecoava em meus ouvidos e condizia com a imagem que eu via.

Tenha fé em Deus!

E assim, eu sorri, comi, bebi e até dancei...e acredite, um samba raiz é muito bom.
Um dia de muita fé e alegria...descobri que para ser feliz basta crer!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Sheryl Crow - Run,baby,run (live 1995)

BRANCO COMO A NEVE



Dia de chuva...
Agarrada ao meu travesseiro resolvi dormir mais um pouco.
Meus lençois brancos eram  um convite a ter doces sonhos.

E lentamente adormeci....
E sonhei, caminhando por uma floresta em passos lentos ,respirando o ar frio que vinham das montanhas.

Minha camisola se arrastando pelo chão e eu sentindo uma paz tão profunda.
Me sentia segura ali, como se estivesse em casa.
E caminhava sem destino por meio a trilhas e matos.

Destino!
Parecia que caminhava em busca dele.
Mas sem pressa, sem desespero, sem angustia.

Ele  me pedia calma e eu...obedecia!
Caminhava lentamente esperando por ele.
Aguardando seu chamado.

Tenha calma....e o ar puro da floresta entrava como balsamo em meus pulmões.
Caminhei não sei por quantas horas...pareciam dias.

O cansaço insistia em me abater, mas a esperança, esta me alimentava.
Dizendo:- O Destino te aguarda!
E assim fui eu....atravessando a floresta.
Atrás do meu Destino.
Plácida , lánguida na esperança de que o destino me possua.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Adele - Rollin in The Deep (Diggz vs. Afrojack Peak Hour Club Mix) Dj Su...

ASAS PINTADAS

Bom dia!
Bom dia anuncia o meu coração...
Abro meus olhos, estiro meus braços e dou uma gostosa espreguiçada sobre minha cama.
Sobre meus lençois macios, limpinhos cheirosos...posso sentir o prazer de uma bela cama.
Passo a mão em meu corpo sobre a camisola que me acaricia....

Bem, hoje eu não posso demorar.
Tenho que correr, tenho uma coisa muito importante para fazer.
Jogo minha camisola no chão e passo correndo em frente ao espelho que me reflete num flash.

Corro para meu banho...a água fria cai em meu corpo me arrepiando toda, aiiiiiiii está gelada, mas está gostosa.

Meus cremes me lambem na mesma rapidez pois assim o dia me cobra.

Corro para o meu closed e a roupa tem de ser confortavelmente sexy.
Uma bermuda jeans com tachas, uma camisa boyfriend branca com um par de asas pintada nas costas.cinto de couro e sandalia de camurça.
Cabelo num rabo de cavalo, um echarpe branco. Minha maquiagem suave, perfume de jasmim e meus oculos escuro.

Uma checada em frente do espelho, um beijinho no ombro...estou linda!
Corro pra cozinha onde a minha empregada já está com o meu  suco na mão, dizendo já sei...está com pressa. Um beijo no meu cachorro fofoooooo e com a chave do carro nas mãos eu desço correndo pra a garagem....

Aonde eu vou?
Ah sim....minhas crianças me esperam.

A tão esperada aula acontece hoje onde eu dou um pouco de mim
 e saio contagiada com tanto amor que recebo.

Tema de hoje... A História do Teatro!


O teatro surgiu a partir do desenvolvimento do homem, através das suas necessidades. O homem primitivo era caçador e selvagem, por isso sentia necessidade de dominar a natureza. Através destas necessidades surgem invenções como o desenho e o teatro na sua forma mais primitiva. O teatro primitivo era uma espécie de danças dramáticas colectivas que abordavam as questões do seu dia a dia, uma espécie de ritual de celebração, agradecimento ou perda. Estas pequenas evoluções deram-se com o passar de vários anos. Com o tempo o homem passou a realizar rituais sagrados na tentativa de apaziguar os efeitos da natureza, harmonizando-se com ela. Os mitos começaram a evoluir, surgem danças miméticas (compostas por mímica e música).
Com o surgimento da civilização egípcia os pequenos ritos tornaram-se grandes rituais formalizados e baseados em mitos. Cada mito conta como uma realidade veio a existir. Os mitos possuíam regras de acordo com o que propunha o estado e a religião, eram apenas a história do mito em ação, ou seja, em movimento. Estes rituais propagavam as tradições e serviam para o divertimento e a honra dos nobres. Na Grécia sim, surge o teatro. Surge o “ditirambo”, um tipo de procissão informal que servia para homenagear o Deus Dioniso (Deus do Vinho). Mais tarde o “ditirambo” evoluiu, tinha um coro formado por coreutas e pelo corifeu, eles cantavam, dançavam, contavam histórias e mitos relacionados a Deus. A grande inovação deu-se quando se criou o diálogo entre coreutas e o corifeu. Cria-se assim a acção na história e surgem os primeiros textos teatrais. No início fazia-se teatro nas ruas, depois tornou-se necessário um lugar. E assim surgiram os primeiros teatros.

domingo, 16 de outubro de 2011

Gloria Gaynor - I am what I am Lyrics !!!!

EU NÃO POSSO TIRAR MEUS OLHOS DE VOCÊ MAS EU SOU O QUE SOU

Hoje é domingo...
O sol entra pela janela do meu quarto anunciando um dia lindo lá fora.
Os passaros cantam, o vento balança a cortina...o cheiro do café vem da cozinha me convidando a me levantar.

Olho meu corpo semi nu entre os lençois que se reservam no canto da cama.
Meu travesseiro colado em meu corpo se mostra um companheiro inseparavel.
Os cabelos soltos se enrolavam entre este emarranhado de lençois.
Gloria Gaynor me mostra quem sou eu...e que quem nasceu para brilhar não pode  se apagar.
E assim...num salto saio da casa.

Jogo minha camisola no chão e deslizo pelo quarto dançando.
Eu sou o que sou me embala...o espelho me reflete e vejo meu brilho voltando.
Meus cabelos balançam e meus musculos todos trabalham no ritmo da musica.
Braços, pernas, cintura , quadris  e muito muito balanço.
E assim brinco comigo mesma ,
Eu sou
Eu sou
Eu sou
Me abraço, me beijo, me acaricio e me amo...eu sou o que sou
E quem sou eu?
E quem sou eu ?
A Lôba!!!!!!!!!!!!!!!

Entro no meu banho toda suada, deliciosamente suada.
Meus cremes me lambem felizes pois me reconhecem.
Volto ao meu espelho que reflete a minha imagem, e então pergunto, o que visto?

Sim..hoje eu mereço uma linda saia branca rodada, uma camiseta amarela, uma sandalia de de salto de corda, meus colares de pedras onix, amestista, agua marinhas, brinco de argola em ouro e meus anéis.
O cabelo num rabo de cavalo para espor minha nuca.E meu perfume de jasmim.

Quando chego na cozinha a minha empregada esta com um lindo sorriso me esperando e meu cachorro...como está grande, o tempo passa.
Me suco de abacaxi com hortelã e meu croissant.

Lindo dia, lindo dia este!
Uma Lôba usando mais uma das suas sete mil vidas!

Grandioso dia....sou eu, sou eu.
Quando ao lôbo...
Amanhã é outro dia!


Eu sou o que sou
Eu sou minha própria criação especial
Então venha dar uma olhada
Dá-me o gancho
Ou a ovação
É o meu mundo
Que eu quero ter um pouco de orgulho
o meu mundo
E não é um lugar que eu tenho que esconder no
A vida não vale a pena uma represa
Até que eu posso dizer
Eu sou o que sou

Eu sou o que sou
Eu não quero elogios
Eu não quero pena
Eu bato meu próprio tambor
Alguns pensam que é ruído
Eu acho que é bastante
E então o que se eu amo cada brilho e cada pulseira
Por que não ver as coisas de um ângulo diferente
Sua vida é uma vergonha
Até que você pode gritar
Eu sou o que sou


Eu sou o que sou
Eo que eu sou não precisa de desculpas
Eu trato meu próprio deck
Às vezes os ases, às vezes os duques
É uma vida e não há retorno e sem depósito
Uma vida por isso é hora de abrir seu armário
A vida não vale a pena uma represa até que você pode gritar
Eu sou o que sou

Eu sou o que sou

Eu sou o que sou
Eo que eu sou não precisa de desculpas
Eu trato meu próprio deck às vezes os ases, às vezes os duques
É uma vida e não há retorno e sem depósito
Uma vida por isso é hora de abrir seu armário
A vida não vale a pena uma represa até que você pode gritar
Eu sou o que sou

Eu sou eu sou eu sou bom
Eu sou Eu sou Eu sou forte
Eu sou Eu sou Eu sou digno
Eu sou Eu sou Eu pertenço
eu sou
eu sou
Quem whoooo etc
eu sou

Eu sou Eu sou Eu sou útil
Eu sou Eu sou Eu sou verdadeira
Eu sou Eu sou alguém
Eu sou tão bom como você

Sim, eu sou

sábado, 15 de outubro de 2011

djavan, chico buarque e gal costa - nuvem negra

PASSA NUVEM NEGRA

Hoje é sabado...

Minha cama me abraça e meu corpo pede para não acordar.
Estendo o braço e ainda com os olhos fechados ligo o DVD da cabeceira da cama...
e a música descreve  o meu recusar de acordar.
Um final de semana sem te ver, sem ter seu olhar a me aquecer.
Não definitivamente não quero acordar...quero passar este final de semana na minha cama.
Sonhando com seu olhar, com  seu toque, com sua pele, com seu cheiro...ahhhhhhhhhh seu cheiro.

Busco na memoria o seu gosto...

Com os lençois acaricio meu corpo, e minha pele se arrepia com as lembranças que voce me trás.
Meu pulso acelera...minha respiração fica ofegante, mas meu coração se aperta
com a lembrança de que é final de semana.
Abraço meu travesseiro, entranho os lençois por entre os dedos a imaginar tuas mãos nas minhas, aperto forte e tento sentir você.

"Passa nuvem negra ...este amor que é raro e  é preciso para  nos levantar  me derrubou. Não sabe parar de crescer e doer..".

Olho para meu corpo prostado sobre uma cama, entre lençois, e travesseiro  e seu cheiro e seu cheiro.
Entre arrepios que sua lembrança me trás.
Passe, passe, passe logo final de semana...eu preciso ter a esperança de que vou poder te ver crescer em minha frente. Como se cresce uma sombra , um sonho...

Passe e traga de volta o meu brilho, o meu sol!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

sade - somebody already broke my heart

ALGUÉM JÁ QUEBROU MEU CORAÇÃO

Então meu diario...
quer respostas, quer saber como foi minha noite?
Uma noite de caça...
o cheiro de perfume , bebidas e sexo estavam no ar.

Rodei a noite toda, entre bares e boates.
Alguns conhecidos, conversas e dança.
E meu olhar predador...

Sim meu diário, eu busquei a noite toda.
No carro Sade embalava a minha procura.
Olhares, gestos, gostos.

Faltou sinergia, quimica...faltou.

Sou a caçadora não a caça.
Sou quem escolhe , não a escolhida.

Discursos manjados, frases sem efeitos.
Não, definitivamente não encontrei o que queria.

Trouxe para a casa um corpo em chamas quase  cinzas.
A lua me enganou, porém só ela.

Alguém já quebrou meu coração.
Não é possivel quebrar duas vezes, prefiro me socumbir em chamas.

Que ter que assistir uma presa  patetica incapaz de me olhar nos olhos.

Quero alguém a minha altura...que possa se dar da mesma forma que eu me dou.

Continuarei a procurar!

domingo, 9 de outubro de 2011

Notre Dame De Paris - Belle (English Subs - Multilanguage Description)

CEM PORCENTO FEMEA

Meu diario,
acordei com uma vontade de caçar...de ir em busca da minha felicidade.

Meu coração pulsa como se fosse estourar.
Uma onda invade meu corpo tomando todos os meus sentidos.

Me sinto em chamas como um vulcão prestes a explodir...
Olho para céu e vejo....a lua me chama!
 A lua, ela mesma , a lua que me faz uivar.
Que faz enlouquecer e em enxe de sedução e paixão.

Quero encontrar um lobo, meu lobo e a lua me diz:-
Venha, solte sua loba  e venha.
Se queres ser você, se queres ser amada ...então venha.

E nesta chama e onda de chamado e desejo eu
me olho.
Meu corpo, ali cada centimetro de puro ardor.
Necessitando de outro corpo para se acalmar.
Sim...definitivamente hoje eu tenho que correr os campos .

Me levanto, deixo minha camisola no chão.
Minha pele já está toda sensivel, caminho ao som da musica.
a voz rouca de Garou me coloca atenta.
minha passarela se abre a minha frente dando ao espelho a visão da minha nudez.

Meu banho se faz com um ritual de rosas vermelhas, a esponja me acaricia a pele.
Quero estar cem porcento femea...cem porcento amor.
Meus cremes me lambem a pele como uma forma de amar.
E assim vou para frente do espelho....meu closet se abre para que eu possa encontrar
o meu perfil do dia.
Uma lingiere fio dental para não marcar a saia tubo de cetim de seda vermelha, uma blusa bege frente unica de organza pregueada. Um par de brinco de ouro com pingentes de disco pendurados, o cabelo cacheados soltos sobe os ombros. Sandália Rene Caovilla bege, meu perfume de jasmim borrifado no ar.
A chave do carro nas mãos e saio  pela porta da  frente.

Não olho para trás, não  olho  mais para trás!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

The Way You Look Tonight Tony Bennet

A MANEIRA COMO VOCE OLHA HOJE A NOITE

Meu diario,
feche bem suas páginas quero te contar meu segredo.
Feche...e  abra seus ouvidos, pois quero me abrir contigo.

Olhe aquele espelho!
Olhe como ele se mostra indiferente.
Olhe ele se porta como se nada tivesse refletido.

Mas hoje a noite quando me coloquei em sua frente, nua , me olhando despretensiosamente.
Ele refletiu em minhas costas uma imagem mascula...que se aproximava lentamente.

Um olhar fixo que me fitava e me prendia.
O espelho tetemunha de tudo calado olhava e nada fazia, só refletia.

Um lobo com sede, veio beber em minha fonte.
E eu nua  permiti...

Enquanto ele se saciava eu podia ver em seus olhos
as ondas de um mar quebrando num rochedo.
As gaivotas voando e...

Ondas...foram as sensações que em meu corpo percorriam.
Me senti como uma fonte de vida, que dava e recebia.

Sim meu diario...este espelho testemunhou tudo , e agora
se mostra assim.
Não me permitindo compartilhar.
Quase que me obrigando o segredo...e se não fosse voce
eu teria que me sofocar.
Não podendo sequer te  revelar aquela maneira de olhar.