Total de visualizações de página

sábado, 4 de junho de 2011

VENHA ME ACORDAR

Hoje no vazio do meu quarto estendo as horas sonhando com você.
Te vejo em minha cama de lençois brancos limpos travesseiros macios.       Permito que o sol nos sonde.
O canto dos passaros se misturam ao nosso som.
 O cheiro da manhã se confunde com o do seu corpo colado ao meu, suas mãos acariciando minha pele que se arrepia com cada toque teu ,eu pedindo seus beijos.
Beija-me! Beija-me... e ter sua boca percorrendo meu corpo.
 Suas mãos esmagando minha carne.
Sua respiração ofegante mostrando o teu desejo  por mim e o meu corpo respondendo ao seu...
Beijos apaixonados, beijos ardentes  de desejo.
Quero te amar como você nunca foi amado, quero ser amada como nunca fui.
Ouvirás meu gemido de prazer e me  verás me acalmar em seus braços.
Meus desejos estão tão claros...meus sonhos tão reais.
As rosas, as rosas...as petalas enebriam-me, seu gosto embriaga-me.
Não quero que este dia termine, não quero parar de te amar...
não quero parar de sonhar com você!
A menos que você venha...
Independência feminina assusta os homens?


A independência conquistada pela mulher pode atrapalhar o relacionamento afetivo.
Bonitas, independentes financeiramente e bem sucedidas na área profissional, mas já na área pessoal nem tanto. Por que será que tantas mulheres que conquistaram um lugar de sucesso na vida profissional estão sozinhas? Algumas especialistas apontam como causa da solidão feminina a adoção de uma postura muito independente em que a mulher se julga auto-suficiente inclusive nos relacionamentos afetivos, e também o desconforto causado nos homens que ainda não se acostumaram com os novos papéis assumidos pelas mulheres.
Segundo a psicoterapueta especializada em comportamento Silvana Martani, quanto mais insegura emocionalmente é a mulher, mais ela assume uma postura de que não precisa de ninguém, no intuito de se proteger. "Algumas chegam a adotar uma postura assexuada, ou literalmente usam os homens e deixam isso bem claro para eles, com medo de que sejam 'usadas primeiro'", explica.
Para Silvana as mulheres ainda não entenderam que podem ser executivas, diretoras de empresa, bem sucedidas profissionalmente, mas que podem ser dependentes afetivamente, sem medo que essa postura as enfraqueçam. "As mulheres precisam de coisas que o dinheiro não compra. Muitas que assumem a postura de que precisam ser cuidadas, normalmente são criticadas -por outras mulheres- porque tal atitude não condiz com sua independência econômica, mas com certeza elas estarão acompanhas", diz a psicoterapeuta.
De acordo com Silvana, a maioria de suas pacientes reclamam que não encontram um parceiro, e que esse problema atinge todas as faixas etárias. "A mulher quer se proteger tanto, que acaba não se dando a chance de viver um relacionamento, que se ela não viver, nunca vai saber se vai dar certo ou não", completa.
Para a terapeuta sexual e de casais Margareth dos Reis, a mulher não é mais a imagem de aceitação incondicional que os homens estavam acostumados. "Hoje ela não busca apenas um parceiro, mas alguém que acompanhe o ritmo de seu dia-a-dia, ela busca prazer mútuo, o que difere da mulher de antigamente que não expressava sua sexualidade".
Segundo Margareth, não foi só a posição da mulher na sociedade que mudou, mas a do homem também, que acabou perdendo o papel de provedor, e não tem mais o controle da situação. Por isso que essa independência conquistada pela mulher muitas vezes assusta o homem que não teve tempo de se preparar para conviver de forma harmônica com essa mudança.
"Para que haja uma convergência das expectativas de ambos o sexos é preciso reconhecer que todas essas mudanças são irreversíveis: que o homem não precisa mais iniciar a vida sexual com uma prostituta e nem a mulher precisa se casar virgem; que a mulher está experimentando outras formas de relacionamento como o sexo casual, que antes restrita ao universo masculino; que as expectativas de ambos os sexos são outras; que todos ainda estão aprendendo a lidar com essa nova situação; e que para que um relacionamento aconteça é preciso o conhecimento da outra pessoa", define a terapeuta.

Redação Terra

3 comentários:

  1. Eu tenho certeza que sim. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muitos dos homens preferem que as mulheres sejam dependentes, só para ter elas sobre seus controles, e quando esses homens se deparam com mulheres independentes eles ficam assustados sim, eles não dão o braço a torcer, porque esses homens estão acostumados a ver as mulheres sub-missa a eles ter, e não aceitam que as mulheres tenham opinião próprias!

    muito bom seu texto, parabéns!
    sua amiga Ro

    ResponderExcluir