Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de junho de 2011

ROSAS AMARELAS

Hoje eu acordei leve.
A cama que me acolhe me proteje e me acalenta.
Me espreguicei...me alonguei mas permaneci ali por longos minutos ,tempo que não marquei. Dei lugar a preguiça que gostosamente insistia em me tomar.Vesti meu maiô bege e fui para a piscina, em jejum mesmo.
Meu corpo precisava da agua, da força que a ela me dá,  me reenergizar.
Minha piscina me recebe de braços abertos e lá eu permaneço, nandando de um lado para o outro.
De um lado para o outro, de um lado para o outro.
Minha empregada me visualiza e trás para a borda um copo de suco de abacaxi com hortelã o qual bebo com prazer.
Quando sai das aguas já e´para almoçar...antes tomo um banho passo meus cremes e visto simplesmente um roupão de seda branco.
O almoço feito com todo carinho só para mim , uma deliciosa panqueca  de carne ao molho de requeijão.
Depois fui descansar em minha sala ouvindo musicas, lendo minhas correspondencias e lógico apreciando a beleza das minhas rosas ...hoje ricamente amarelas.
No final da tarde , vesti um belo vestido tubo laranja com barra e gola branca acima do joelho que realçou o tom bronzeado da minha pele, pulseiras e brincos de marfins , sapato e bolsa mostarda. Os cabelos soltos com uma maquiagem leve e meu batom vermelho fosco. O perfume de Jasmim. E fui passear no shopping, olhar vitrines, comprar meus livros, meus CDs e uma passada pelas joalherias.
Voltei para casa a noitinha quando meu corpo pediu para ama-lo.
E assim o fiz!




O Marfim : A Jóia da Floresta


O marfim é uma substância dura, branca e opaca que é a massa do dente e dos caninos de animais como elefantes, hipopótamos, morsas, mamutes, etc.

Antes do surgimento do plástico, era usado na fabricação de bolas de bilhar, teclas de piano e objetos de decoração. A palavra "marfim" geralmente é associada ao dente dos elefantes.

As presas volumosas do mamute, com certeza impressionaram nossos antepassados. Pinturas deixadas nas cavernas e figuras esculpidas são o indício de que este animal se tornou o símbolo de uma época da história e do desenvolvimento humano.

Após o fim da última idade do gelo, este misterioso material, foi utilizado pelo Rei Salomão, que fez um trono de marfim e o revestiu com puro ouro. A partir desta famosa obra de arte, o escultor Phidias adquiriu fama imortal na Grécia antiga e Roma.

A partir deste fato histórico, o marfim foi sempre muito utilizado como matéria prima para confecção de jóias, utensílios e principalmente esculturas. Muito agradável ao olho humano, é considerado um material artístico de primeira categoria e objetos finamente esculpidos neste material podem alcançar um grande valor no mercado.

Devido ao rápido declínio nas populações de animais que produzem o marfim, a importação e a venda de marfim em muitos países está banida ou severamente restrita. De fato, a partir dos anos 1970s a caça do elefante para o marfim foi totalmente proibida, e o recrudescimento contra esta prática aumentou especialmente com o banimento mundial do comércio de marfim em 1989.

Assim, ao adquirir um objeto feito parcialmente ou em sua totalidade de marfim de elefantes, há que se pesquisar se o objeto data de antes dos anos 80 ou então que foi feito com o marfim de mamute (que ainda é encontrado em escavações na Sibéria).

Preservando seus Objetos de osso e marfim

Por ser de origem animal, o marfim deve ser tratado com cuidados especiais. Para limpá-lo corretamente, siga esses passos:

01. Remova a poeira com freqüência usando um pano macio ou a escova acessória do aspirador de pó;

02. De vez em quando, lave-o em água de sabão suave; enxágüe e passe um pano limpo e seco para polir;

03. Nunca coloque seus objetos que possuam juntas coladas na água, pois o adesivo acaba se soltando;

04. Nunca lave facas com cabos de marfim na lava-louças;

05. Guarde os objetos de marfim expostos à luz, pois a escuridão contínua amarela o marfim;

06. Quando o marfim começar a amarelar, limpe-o com uma mistura de sal e limão. Corte o limão pela metade, mergulhe-o no sal e esfregue-o sobre a superfície de marfim. Deixe-a secar, limpe o objeto com um pano e depois esfregue-o para dar brilho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário