Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de junho de 2011

APETITE VORAZ

Hoje me  levantei bem cedo e peguei a estrada de volta para casa.
Quando cheguei a empregada ainda preparava o café da manhã.
Correspondências em cima da mesa, recados anotados, bilhetes e muitas rosas sobre a mesa.
Respirei fundo ...
Fui para meu quarto retirei a roupa da viagem e um belo banho de chuveiro com muitos cremes para recuperar a  maciez da pele. A Lôba estava faminta de vida...entro no meu closet.
E uma calça de couro skinny vermelha entra como uma luva em meu corpo, uma regata basica branca,
um lenço e seda estampado no pescoço,cabelo solto sobre os ombros, brincos de argola grande em ouro, muitos anéis nos dedos, maquiagem ...meu batom vermelho fosco, perfume no ar e meus ímseparavéis óculos escuros.
Nos pés? Bota.
Vou para a sala e lá procuro ver  o que me interessa...entre os bilhetes das rosas - um vinha com  endereço.
O sangue da lôba latejando nas veias, o apetite cada vez mais voraz, o coração batendo como um tambor no peito.
E num gesto impulsivo e  intuitivo aviso a empregada que não me espere para o almoço.
Pego uma rosa vermelha ,uma garrafa de vinho branco , a chave do carro e com o bilhete com o endereço nas mãos parto  de encontro ao meu destino...


Vinho para Namorar


Para namorar indico um vinho com aroma lático que lembra namoro e isto pede vinhos brancos. Para dar de presente pode até dar um tinto, mas apenas para dar, escolha um branco passional para ser tomado.

Champagne é por tradição o vinho da sedução. Durante o ano você pode namorar ao som de um espumante nacional, um Prosecco ou até mesmo um Asti pra rimar com a doçura do amor, mas para um dia especial como o dia dos namorados por exemplo, acho melhor oferecer um Champagne e pra escapar do lugar comum vá em busca dos Champagnes que causam arrepio como o Bollinger ou preferido por mim e por Winston Churchill, o famoso Pol Roger.

Um outro vinho interessante pra embalar um namoro é um Moscato D´Asti que é um frizante Italiano rápido, adocicado e diferente do espumante Asti, pois é mais elegante, fino e envolvente, meio caminho andado para a sedução. O Moscato d´Asti Moncalvina por exemplo deveria ser vendido com cláusula de garantia de sucesso.

O Gewurztraminer é um exemplo da genialidade francesa que substituiu o açúcar pelo ácido lático, transformando o vinho alemão de festa de casamento em um prazer sensual.

Os aromas do Sauvignon Blanc da Nova Zelandia remetem ao maracujá, que por um acaso tambem é chamado de fruta da paixão.

Agora, minha cara leitora, se seu namorado insistir em tomar um tinto porque está frio, não troque de vinho, troque de namorado ou trate de ir incluindo um lençol elétrico no enxoval. Depois de casados ele vai reclamar que você tem pés frios.

Feliz dia dos namorados.
http://vinhoebomsenso.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário