Total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

UM VÔO

Hoje senti-me como um passáro...
Livre e podendo voar...
Dentro de quatro paredes  posso ver o céu...
De braços abertos...
De olhos abertos...
De coração aberto posso ver o seu céu...
Poder  toca-lo.

Poder sentir o calor do seu  sol queimando meu corpo.
Poder  sentir o seu  gosto...o  seu gosto em minha boca.

Sua força contra as minhas asas abertas me transportam cada vez mais alto.

Sim,  sou um passaro livre voando pelo céu de um quarto...

Sentindo a chuva caindo sobre o meu corpo...me molhando toda .

Seus raios e trovões ecoando em meus ouvidos.
me mantendo  presa na corrente do seu ar.

E por horas travamos este delicioso vôo...
Onde minhas asas recebiam o seu comando.
Para enfim repousar sobre as suas nuvens,
E ser abraçada por ela...para que o  meu corpo de passaro
descarregue  sua eletricidade e vá  se acalmando.

 E receber  o gozo da paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário