Total de visualizações de página

domingo, 29 de maio de 2011

EM QUAL LÍNGUA

 ..."Sou mulher de te deixar se você me trair
                                                                                                             E arranjar um novo amor só pra me distrair
                                                                                     Me balança mas não me distrói
                                                                                            Por que chumbo trocado não dói"...
Hoje o sol brilhava divinamente! Liguei para um amigo gay (que meu ex detestava) e marcamos um passeio de lancha. Corri para o meu banho e vesti meu biquini branco tomara que caia minúsculo, uma saída de banho longa de seda estampada levemente transparente. Um chech list  na bolsa - não pode faltar nada.
Meus ocúlos e chapéu nas mãos, a lancha abastecida e o marinheiro à postos.
No carro Barry White - Just the way you are. me conduziu. Quando chego na lancha uma festa me espera, meu amigo levou dois casais e mais dois amigos de fora  com ele. Partimos mar adentro...muita música,comida, bebida, risos, banhos e altos papos , só o mar , o céu e sol.
O dia passou que nem sentimos, o sorriso no rosto e a alegria no peito fazia deste dia perfeito .Quando começou a entardecer dei a ordem ao marinheiro para que retornasse.
Um vento frio já começava a bater. Sob o olhar de um dos convidados caminhei para um canto para me abrigar do vento, coisa que todos estavam fazendo. Percebi que este olhar me acompanhou o dia todo...mas só agora ele se aproxima.
Na oportunidade estava selecionando uma música para ouvir quando ele se aproximou e  com uma voz grave, firme mas suave me pediu licença. Meu ouvido não acreditaram, que timbre de voz!
(Um corpo carente estremeçe...) Mas mantive minha postura e respondi que sim...lhe concedia a licença.
Ele então suavemente olhando para os CDs, começou a falar:- Gostaria que ouvisses Emilio Santiago.
Me faz recordar o dia em que vi pela primeira vez a mulher de minha vida. Num show que fui quando estive neste país a alguns anos atrás, sou médico pediatra.
Olhei para ele  e questionei se eles haviam se casado. E ele me responde que não, na epoca ela era casada, e  sequer sabia da existencia dele.
Bem...tratei logo de mudar de assunto pois, dor de cotovelo não seria um bom encerramento desde dia.
E assim Emilio Santiago embalou nosso retorno e uma suave conversa aqueceu nossos corações.
Nos despedimos e fomos cada qual para seu canto.
Um dia leve...quando chego em casa me lembro das minha flores.
A empregada me diz num tom apreensivo que as flores  só chegaram pouco antes da minha chega.
Até ela já está criando hábito da chegada das flores.
 Rosas brancas
No bilhete :-
Eu te amo (português)
I love you (inglês)
Te amo (espanhol)
Je t'aime (francês)
Ich liebe dich (alemão)
Ai shite imasu (japonês)
Ti amo (italiano)
Wo ai nei (chinês)
Nagligivaget (esquimó)
S'agapo (grego)
Aloha wau ia oe (havaiano)
Thaim in grabh leat (irlandês)
Ani ohev otakh (hebraico)
Jag alskar dig (sueco)
Ya lyublyu tyebya (russo)


Em qual lingua você vai entender Lôba?


...Fui para meu quarto, tomei um banho e fui dormir.



Arte da sedução

Como dizia a sociologia, o homem em geral é incapaz de viver sozinho, então a paquera é algo que nós aprendemos desde pequenos para podermos nos adaptar as pessoas e as relações que elas nos impõem.
A paquera é velha, o que muda é as forma de se chegar a uma pessoa, com o passar do tempo às coisas mudaram, evoluíram, um exemplo, era pra ser nas cartas, depois por computadores e hoje por celulares com internet móvel, as declarações de amor.
As técnicas de paquera dependem do que você quer e de qual é o seu objetivo. As mulheres tem uma maior queda por aqueles que realmente mostram querer o mais belo e bonito sentimento, o amor.


Todos nós precisamos sim ter alguém para viver conosco, isso acontece porque temos essa necessidade de fazer contato com outras pessoas, seja por trocas de informações ou fins de desejo, e isso começa a ser notado quando ainda estamos na adolescência.
Mas, como fazer para ter uma boa paquera efetivamente? É difícil essa pergunta, o segredo é que você se concentre naquilo que você quer, conhecer alguma coisa sobre a outra pessoa é uma boa porque assim você sabe onde poderá atingir o coração dela e fazer com que essa paquera de frutos.
Nunca, jamais finja ser alguém que não é, isso fará com que ele se apaixone por outra pessoa que não é você, e quando você se mostrar, ele pode desencantar com a mesma facilidade, ria, brinque, na hora de falar serio, fale serio, faça ele ver que precisa de você e assim tudo dará certo, não esqueça que vocês são diferentes e por isso devem respeitar os pensamentos e dizeres um do outro.

Passou o tempo em que as mulheres no baile eram observadas pelos homens e só saiam para dançar se um deles as tirasse para dançar, hoje em dia são os homens que estão muito recatados ou são as mulheres que estão mais “atiradas” seja hoje ou há um tempo sempre fica uma dúvida na paquera, quem deve tomar a iniciativa? Por isso muitos romances são “jogados fora” pela falta de coragem de iniciativa para puxar uma conversa, um convite etc. muitos homens garantem que são eles que devem tomar a iniciativa, porém eles também gostam das mais corajosas, o mais importante é existir o interesse um pelo outro a dica mais valiosa para homens e mulheres é a seguinte: para os homens a observação e análise das atitudes como, por exemplo, se a mulher for simpática pode ser um sinal, para as mulheres é a estratégia de agir sem ser vulgar e submissa, deixar subentendido que se o cara for esperto saberá lidar com isso.
Alguns sinais que psicólogos analisaram valem muito também na hora da paquera, o comportamento e o corpo pode dizer muito sobre o que você está interessado como, por exemplo, se um dos dois estiver com os braços cruzados é um sinal de que se retraiu ao assunto, se estiver com os pés voltados em sua direção também pode ser um bom sinal. A iniciativa é dada de acordo com os sinais que a outra pessoa está emitindo e isso vale tanto para homens quanto para mulheres, atitude é a palavra, mas certifique-se dos sinais não se esqueça deles porque é através disso é que percebemos que estamos perdendo tempo com tantos sinais e a melhor saída é tomar a primeira iniciativa.
Mulheres não gostam de homens que forçam uma situação e homens não gosta de mulheres vulgares, a iniciativa pode ser vinda de qualquer um dos dois desde que a abordagem seja discreta e interessante, a mulher sabe quais são as estratégias para ser abordada por um homem como dançar, jogar o cabelo para o lado e o olhar que certamente é a melhor arma para incentivar a iniciativa, se a mulher tomar a iniciativa não quer dizer que ela é vulgar desde que o homem deixe claro através dos sinais que ele a deseja.

http://www.blogbrasil.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário