Total de visualizações de página

domingo, 15 de maio de 2011

É A MINHA VIDA

Domingo, hoje não sai do meu quarto!
Chorei, me descabelei, joguei minhas roupas do armário no chão, revirei minhas fotografias...como que  em busca de algo. E estava mesmo...todos queriam conversar comigo, me dar atenção, mas hoje não...hoje eu queria ficar sozinha. Meus fantasmas urravam dentro de mim e em minha volta, e eu tinha que vencer esta luta. Uma luta que era só minha. O espelho me refletia em silêncio, como quem dizia:- Eu sou a sua realidade.
 Aos poucos no final da tarde eu já estava arrumando meu armário, colocando minha idéias em ordem...É a minha vida!


Se jovens reclamam do mercado de trabalho, o que dizer de profissionais
acima dos 45 anos?

Ainda existe muito preconceito contra profissionais mais velhos no ambiente
 de trabalho. Por parte dos responsáveis pelos processos de contratação,
dos gerentes que irão liderar esses profissionais ou por política da própria
empresa, que acredita que um quadro de funcionários compostos
basicamente por jovens irá passar uma imagem de modernidade e agilidade.

Independente de tudo isso, profissionais experientes estão decididos a retornar
 ao mercado de trabalho com uma freequência cada vez maior, seja por
questões pessoais, profissionais ou financeiras.
De modo geral, se você é um candidato mais velho e está preocupado com o
fato de que sua idade pode pesar contra você no processo de seleção, o melhor
 a fazer é achar uma forma de desviar a atenção do quesito idade e passar a
dar ênfase à sua capacidade de contribuir de forma concreta para o sucesso da
empresa. Veja a seguir algumas estratégias que você pode adotar em sua busca
por uma colocação profissional:

·Antes de mais nada, revise seu currículo - consulte um expert se necessário. Fique atento
a erros de ortografia e concordância e a inconsistências nas datas. Além disso, é provável
que o currículo que você utilizou anos atrás já não seja adequado atualmente.

·
Registre-se em empresas de trabalho temporário de sua região, já que elas não se importam
 tanto com a idade mas sim com suas experiências e habilidades. Além do mais, serviços
temporários irão enriquecer e atualizar seu currículo para outras oportunidades.
·Tente obter uma entrevista em uma empresa na qual não esteja interessado em trabalhar
- esta é uma forma de praticar suas habilidades de entrevistado. Afinal, você não vai querer
fazer a primeira entrevista, depois de muito tempo longe do mercado, com a empresa de
seus sonhos.
·Coloque seu nome em painéis e outras ferramentas de colocação profissional que disponibilizem vagas para profissionais mais velhos.
·Esteja aberto a trabalhar por projetos ou em caráter temporário, uma vez que esse tipo de colocação aparece com mais freqüência do que trabalho permanente ou em período integral.
·Considere entrar no segmento de Saúde e Bem Estar. Estude e obtenha certificação em profissões ligadas à área, como enfermeira, fisioterapeuta, etc. A demanda é crescente nestas áreas e a idade é normalmente vista como sinônimo de confiança e responsabilidade.
·Passe menos tempo procurando uma posição em aberto e mais tempo criando a posição que deseja. Procure empresas que necessitem do tipo de experiência que você tem a oferecer.
 Consiga uma entrevista pessoal com um dos líderes da empresa através da rede social que você desenvolveu e manteve durante todos esses anos. Converse sobre as metas da empresa. Ouça bastante mas fale também sobre como você pode ajudá-los a atingir essas metas.
·As coisas são mais difíceis depois dos 50, portanto aumente sua rede social, amplie sua área de interesse, envie mais cartas de apresentação, dê mais telefonemas e sinta-se energizado por tudo
 que conseguir a cada dia.
·Tenha estratégias definidas para cada canal: amigos, antigos empregadores, anúncios, internet, contatos sociais, recrutadores.
·Mantenha o contato com os headhunters em base regular, mas seja criativo em seus contatos. Comente um artigo escrito pelo consultor, uma notícia sobre o mercado de trabalho, etc.
·Não leve a falta de resposta para o lado pessoal. A maioria das empresas recebe muito mais solicitações do que pode atender. As respostas que receber são importantes portanto trate-as
como tal.
·Amplie sua rede de contatos. Use o Linkedin, Facebook, Orkut para se reconectar com pessoas
 que não encontra há tempos. Participe de reuniões e conferências patrocinadas por instituições acadêmicas, profissionais ou culturais.
·Buscar emprego hoje é muito diferente do que era há alguns anos atrás. Quase todas as vagas
são postadas online. Graças a ferramentas como o Facebook, Plaxo, LinkedIn, é provável que
 você esteja a apenas 6 graus de separação do emprego dos seus sonhos. Assegure-se de que
você está otimizando suas conexões.
·Use as ferramentas de contato virtuais para se manter conectado com as pessoas no mundo real. Envolva-se com as empresas de seu interesse e com as comunidades a elas relacionadas. LinkedIn possui uma seção Empresas que pode ajudá-lo nesse sentido.

Além das idéias preconcebidas sobre sua produtividade, capacidade de se adaptar a mudanças ou flexibilidade para trabalhar com pessoas mais jovens, profissionais mais velhos ainda podem se
deparar com o impacto dos fatores econômicos sobre o mercado de trabalho.
Não há muito que se possa fazer com relação à economia, mas a situação é outra quando se trata
de como você se apresenta a seu potencial empregador. As dicas abaixo podem ajudá-lo a otimizar suas chances no mercado de trabalho.
ENTREVISTA
·Ao ser entrevistado para um trabalho, informe que está disposto a trabalhar por projeto ou por tempo determinado. Isso representa uma vantagem sobre trabalhadores mais jovens, que normalmente não podem aceitar esse tipo de vínculo.
·Deixe claro que embora você tenha muita experiência, não se acomodou. Demonstre que está em dia com as novas tendências de administração, ferramentas, estratégias de seu campo e que sabe como aplicá-las no trabalho. Esteja consciente de que em grandes empresas você provavelmente estará lidando com pessoas de diferentes gerações e enfatize que você é flexível e se adapta a diferentes estilos de trabalho de modo a atingir um objetivo comum.
·Idade é um número e você pode usar esse número a seu favor - ou não. Considere as vantagens advindas com a idade: experiência, maturidade, responsabilidade, uma perspectiva mais realista, confiança, um conjunto mais equilibrado de habilidades técnicas e comportamentais, e muito mais. Concentre-se no que o faz especial, no que tem a oferecer, no que realizou e deixe que as pessoas saibam disso.
·É impossível e desaconselhável mentir sobre a idade mas também não é necessário listar empresas nas quais trabalhou há 25 anos - mesmo porque você provavelmente ocupava uma posição bastante diferente daquela para a qual está se candidatando agora.
·Sua aparência é importante, já que muitas pessoas ainda se deixam influenciar pela primeira impressão. Idade não é problema, mas parecer velho sim. Cuidado com gravatas ultrapassadas, cintos e sapatos gastos, bolsas que já viram melhores dias. Compre um vestido ou terno novo e aproveite para atualizar o corte de cabelo. Invista em um novo par de óculos. Você não terá uma segunda chance de causar uma boa primeira impressão. Atualize seu guarda-roupa com a ajuda de um estilista - várias lojas de departamentos têm profissionais que podem orientá-lo sem custo algum. Obtenha noções de maquiagem (oferecidas gratuitamente por marcas de cosméticos em lojas especializadas ou de departamentos). Avalie a necessidade de melhorar a estética de seus dentes, trocando restaurações ou fazendo clareamento.
·Enfatize suas realizações: anos de experiência como gerente ou executivo; liderou processos de mudança; responsável pela governança corporativa. Mesmo que tenha ficado fora do mercado de trabalho por um tempo, olhe para o que tem feito de outro modo: você tem sido um free lancer.

ATITUDE
·Idade é um estado de espírito. Se agir como velho, será visto como velho. Se você é energético, positivo, profissional e talentoso, é isso que o entrevistador verá, e não a quantidade de cabelos brancos em sua cabeça.
·Não assuma que por ser mais velho que seus colegas você sabe mais que eles. Todo mundo traz algo de valor para a mesa, independente da idade ou do nível de experiência.
·Mostre como poderá usar de imediato as habilidades adquiridas em seu último trabalho no trabalho atual.
·Não reclame de sua última empresa, sua situação financeira, sua saúde, seus filhos, etc. O entrevistador está interessado em melhorar os resultados da empresa, não em resolver seus problemas.
·Cuidado para não passar a impressão de que nada é mais novidade para você. Você precisa demonstrar entusiasmo e excitação com relação a tudo, mesmo que tenha feito isso nos últimos 30 anos

ATUALIZE-SE
·Não pare no tempo: aprenda novas tecnologias, conheça as novas linhas do pensamento econômico, novas teorias de administração, novas formas de fazer negócio e novas tendências culturais. Assine revistas de negócios ou use a internet para se manter em dia com o mundo corporativo.
·Mantenha-se atualizado com relação às novas tecnologias de sua área de atuação. Por exemplo, se sua área for Vendas, saiba fazer uso da tecnologia móvel como Smart Phones e aplicativos de Web 2.0.  Domine o PowerPoint, Excel, Publisher e saiba como iniciar e postar em um blog. Se for atuar como consultor, é importante ter um escritório bem montado em sua casa, incluindo computador, fax, impressora, conexão de banda larga. Os aplicativos de seu computador devem estar atualizados e serem compatíveis com os softwares usados na maioria das empresas.
·Saiba como usar o Facebook, Orkut, MySpace, Twitter e afins. Se você não souber do que estamos falando, peça a ajuda de seus filhos ou dos netos. Eles com certeza dominarão essas ferramentas e ficarão felizes em ensiná-lo a usá-las. Afinal, esses instrumentos fazem parte da vida nos dias de hoje e você vai acabar se surpreendendo e se divertindo muito com eles.
·Faça uma auto-avaliação honesta: como as pessoas o vêem: sua aparência, as palavras que usa, suas atitudes. Dê um jeito em sua imagem antes de entrar no mercado.

Buscar emprego quando se é mais velho é um desafio, porque você não traz somente anos de experiência para a mesa - você traz também a expectativa (presumida pelo menos) de um salário mais alto, menor flexibilidade para fazer as coisas de um novo jeito, menor tolerância para acabar ordens de uma pessoa mais jovem. Por isso, é vital conhecer o negócio, os objetivos e a cultura de seu potencial empregador, de modo a poder demonstrar como irá contribuir para o seu sucesso. Em resumo, mostrar que você se encaixa tão bem na vaga e na empresa que a idade não faz qualquer diferença!


Nenhum comentário:

Postar um comentário