Total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

BEIJOS DOCES

Bom dia meu diario,
Dois sentimentos habitam em meu peito...

O bom
e o ruim

O bom me aquece, me alimenta, me alegra.
O ruim me perturba, me machuca, me magoa.

O bom me faz sonhar.
O ruim me faz querer dormir e não acordar.

Meu quarto me serve de abrigo.
Hoje eu não quero sair...preciso buscar no aconchego a luz do bem.
O bem que me fará vencer esta luta.

Minha camisola branca longa de seda sobre a pele balança de um lado pro outro enquanto  caminho lentamente.

Uma nostalgia me invade!
E em meu pensamento só vem a  lembrança do veneno que consumi .que me corroeu e que quase me destruiu.

A visão do fundo, a imagem do negror...
A lembrança da dor  ainda me assusta.

Sento-me  encolhida num canto do quarto me encolho e abraço minhas pernas tentando me proteger das lembranças ruins.

Busco minhas forças no fundo das minhas entranhas .
Entranhas  estas onde o mau se alojou e de onde precisou ser arrancado com violencia  para dar lugar ao bem que esperava pacientimente pela sua hora.

Preciso saber sobreviver preciso reaprender a viver...
Viver o bem, viver em paz, amar em  paz.

Poder ver o brilho do sol no olhar mesmo de olhos fechados.
Acreditar novamente no amor.

Poder abraçar , beijar ,me entregar com paixão e confiança
a este novo que me acena.

Lágrimas de medo e alegria se misturam e me confundem.

De repente batida na porta do quarto me assusta ,
 mas ao mesmo tempo vem como um socorro,
me tirando do vazio em que mergulhava.

Mando entrar e quando a porta se abre como furacão meu quarto é invadido pelo  lobinho, que corre e se atira em cima de mim
me mordendo , me lambendo como que soubesse que eu estava ali precisando de proteção e carinho.

Minha empregada me sorri e diz que minhas rosas já chegaram...e que eu deveria tomar meu banho e ir ve-la.
E me dando a mão me ajudou a me levantar e me abraçando me conduziu ao banho.
Enquanto a agua me lavava podia sentir o cheiro do meu café da manhã.
Em frente ao espelho mas com o olhar baixo me vesti...
Um vestido longo de algodão branco, chinelos de couro, cabelo preso num coque...a lembrança do perfume de jasmim.

Caminho até a sala e vejo...
Minhas rosas vermelhas!

O bilhete:- BEIJOS DOCES

E assim meu coração se aquece, e faz brotar em meus labios o sorriso haviam me roubado.


Um comentário:

  1. Simplesmente lindo! Estou achando incrível este seu poder de escrever colocando minuciosamente os detalhes de cada coisa e cada gestos emfim! Estou me sentindo presa rs. Muito bom.

    ResponderExcluir