Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

BRANCO COMO A NEVE



Dia de chuva...
Agarrada ao meu travesseiro resolvi dormir mais um pouco.
Meus lençois brancos eram  um convite a ter doces sonhos.

E lentamente adormeci....
E sonhei, caminhando por uma floresta em passos lentos ,respirando o ar frio que vinham das montanhas.

Minha camisola se arrastando pelo chão e eu sentindo uma paz tão profunda.
Me sentia segura ali, como se estivesse em casa.
E caminhava sem destino por meio a trilhas e matos.

Destino!
Parecia que caminhava em busca dele.
Mas sem pressa, sem desespero, sem angustia.

Ele  me pedia calma e eu...obedecia!
Caminhava lentamente esperando por ele.
Aguardando seu chamado.

Tenha calma....e o ar puro da floresta entrava como balsamo em meus pulmões.
Caminhei não sei por quantas horas...pareciam dias.

O cansaço insistia em me abater, mas a esperança, esta me alimentava.
Dizendo:- O Destino te aguarda!
E assim fui eu....atravessando a floresta.
Atrás do meu Destino.
Plácida , lánguida na esperança de que o destino me possua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário