Total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

QUINZE

Quinze!

Quinze dias são trezentos e sessenta horas.
Quinze dias são vinte um mil e seiscentos minutos.
Quinze dias são um bilhão duzentos e noventa e seis milhões de  segundos.
Quinze dias encurtam o  ano para trezentos e cinquenta dias.

Quinze dias leva para se estirpar um cancer.
E eu ganho um ano com trezentos e cinquenta dias.

Só que...
Quinze dias eu levaria amando.
Quinze dias eu levaria te mostrando o lado da vida que você talvez desconheça.
Brinco...eu te mostraria  a vida em quinze mil anos.

Quinze dias eu te mostraria o colorido da vida.
Quinze mil formas de amar
Quinze  milhões de gesto de carinho.
Quinze bilhões risos eu colocaria em seu rosto.

E assim você deixaria de ser um cancer, que mata por prazer.
Que destroi tudo em sua volta,
Que não vê o colorida da vida,
Que não sabe o que é  o pulsar de um coração  no compasso da alegria.

Quinze dias para estar de boca em boca.
Quinze dias para entrar de peito em peito.
Quinze dias que para voce só servem  para esvaziar.

Cancer você só conhece a dor...
O gemer de prazer não te preenche com amor.
Cada corpo que você entra te leva  de volta a escuridão.
Onde voce chama por Deus, mas não sabe de quem se trata.

Quinze dias e consomes uma vida...
Não...não te darei quinze dias, nem quinze horas, sequer quinze minutos.
O bisturi preciso nas mãos de Deus operam em minha vida.
Te arrancando do meu corpo, da minha carne, do meu sangue...

Minha vida foi me dada para amar intensamente...
Para aquecer os corações...
Para alimentar minha alma gemea...
Para dar  e receber...
Para ser e fazer feliz.

És uma doença covarde, e por isto sinto por ti.
Pois sua covardia te deixa sempre  na solidão.

Os anos passam...e sua solidão serão cada dia maior.
Porque desejas  ser sempre um cancer , que simplesmente invade?
Quem o o que te transformou nisto?

Minhas lagrimas irão sequer, a dor irá passar...e você?
Como vai ficar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário