Total de visualizações de página

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

VENHA COMO VOCÊ É, COMO VOCÊ FOI





Querido diário,

Sou uma loba, uma loba , uma loba...
minha capa é preta, meus olhos são cor de mel.
Sou uma metamorfose  de fêmea 
que não tem como se esconder.
Meu corpo se apresenta em fogo, em chama, em fúria.
Minhas entranhas ardem de fome..
O cheiro de caça, de presa, me excita.
Passo a língua grossa ,úmida, suave e quente pela boca,
 posso sentir o gosto da carne fresca e de sangue quente.
Não busco presa fácil, presa fraca, doente e covarde.
Quero uma presa a minha altura 
de combate digno de reis e rainhas
De coroas no chão e saias pra cima...
Fogo no rabo , fogo no ar.... fogo, fogo , fogo.
Venha como amigo, venha como antigo inimigo
mas venha. Não estou armada,  não escondo armas.
Travo com você luta corporal, de corpos suados,
sedentos, exaustos e gulosos...lutaremos, lutaremos
um mortal combate...quando a morte caberá ao
nosso apetite.
Venha como amigo mas venha logo!



Venha Como Você É

(Nirvana)
Venha como você é, como você foi
Como eu quero que você seja, como um amigo,
Como um amigo, como um antigo inimigo

Venha no seu tempo, se apresse
A escolha é sua, não se atrase
Descanse, como um amigo

Como uma antiga memória, memória
Memória, memória

Venha mergulhado na lama,
Encharcado em alvejante
Como eu quero que você seja

Como uma tendência, como um amigo,
Como uma antiga memória, memória
Memória, memória

E eu juro que não tenho uma arma
Não, eu não tenho uma arma,

Memória, memória, memória (não tenho uma arma)

E eu juro, eu não tenho uma arma
Não, eu não tenho uma arma,não, eu não tenho
Não,eu não tenho uma arma,não, eu não tenho uma arma

Memória, memória

Nenhum comentário:

Postar um comentário